quarta-feira, 6 de outubro de 2010

I'm out

Em princípio,amanhã de manhã,vou assinar um papel onde declaro sair da praxe por minha livre e espontânea vontade.

Chega.Andei duas semanas a tentar convencer-me que era aquilo que queria,que gostava daquilo,mas não posso,nem consigo,calar mais a voz que tenho dentro de mim e me pede parar.

Quando vou para a faculdade com a certeza de que não vou ter praxe,vou assim:


Quando vou para a faculdade sabendo que vou ter praxe,ou,como foi o caso de hoje,quando vejo os doutores à porta,fico assim:


Nem vale a pena dizer muito mais...não vivi tudo,mas não posso dizer que não vivi nada.
Não quero mais.

E aquilo que eu quero e sinto ainda deve,vá,contar para alguma coisa.


[é que nem sequer quero,nem me imagino,do outro lado,a praxar caloiros,a sério que não...]

9 comentários:

José Carlos disse...

xii, até já estou a ficar com medo das praxes :S

Luh disse...

nao nao nao nao
nada disso.

Eles foram sempre muito correctos comigo,tive momentos muito bons,mas aquilo pede mais de mim do que aquilo que eu estou disposta a dar,só isso!

Claro q também varia de faculdade para faculdade.

Martinha disse...

Somos sempre livres de querer integrar ou não as praxes. São sempre muito variadas, e momentos únicos na vida de um caloiro! :P

E verdade seja dita, quase não há dias em que não veja doutores à porta da FLUP... Se calhar deve ser só nesta fase, mas que os vejo, vejo.

Miss Murder disse...

Eu Sou totalmente do Movimento anti praxe académica, aquilo é estúpido, é rebaixar os outros só porque sim! Fui a um dia das minhas e não voltei lá a por os pés. Mas descansa que se depois quiseres praxar os caloiros já ninguém se lembra de ti e não...

nuvem.de.algodão doce disse...

Há quem adore e há quem não seja talhado para isso. Eu vivi as minhas a meio gás. Algumas adorei e tenho imensas saudades e outras nem por isso. Dependia muito das pessoas que praxavam.
*

Supertramp disse...

concordo com a nuvem de algodão doce (nunca pensei dizer isto na vida) =D

a praxe tem as suas coisas engraçadas, e claro, quando não queres fazer algo nao fazes e não precisas ser anti-praxe ;)

-Joana disse...

São opções! Até tenho medo do que me irá calhar...

Soraia Silva disse...

Sinceramente acho que nesse sentido abusam um bocado dos outros.

eu não tinha feitio para isso e ai de quem me tocasse :DD

Kate.R disse...

Temos algo em comum :D
Eu já tive em 2 faculdades diferentes e na primeira faculdade em que estive a praxe era fantástica pois o objectivo era inserir os caloiros no ambiente académico sem rebaixar ninguém. Riamos, cantávamos etc...Infelizmente mudei de faculdade porque não estava a gostar muito do curso e nesta nova onde estou fui apenas ao primeiro dia de praxe e já deu para ter uma noção, foi do pior. Somos rebaixados, rebaixados até é pouco para descrever aquilo! Para mim praxe não é assim. E também não me imagino do outro lado a praxar caloiros :P
Btw gostei do blog, continua! :)